A Perigosa Relação Entre O Excedente De Carboidratos E O Alzheimer

A Perigosa Relação Entre O Excedente De Carboidratos E O Alzheimer


Pra preservar uma alimentação saudável ou eliminar os excessos - no prato e no corpo -não é preciso seguir uma ditadura alimentar. Censurar alguns alimentos é recomendado, contudo o fundamental, apesar de que clichê, é conservar a obediência e impossibilitar sucumbir à fome. Além da refeição balanceada e do prato colorido, outro enorme aliado da dieta é o lanchinho da tarde. Utilizada com moderação e critérios, a minirrefeição nocauteia a tristeza , sacia a fome (ou a desejo de consumir) e evita exageros e pecados.



O critério não é geral e a possibilidade da refeição deve ser feita segundo o hábitos de vida dos aspirantes a magros e saudáveis. Carolina Ribeiro, nutricionista funcional da Clínica Dermatológica Juliana Neiva, no Rio de Janeiro, explica que o valor calórico limite é modificável, depende do peso e do propósito de qualquer um. O melhor, defende a especialista, é procurar produtos naturais e comer pequenas porções entre o almoço e o jantar. O grande vilão de tal recomendação, alerta Carolina, é crer um pão de queijo, ou os saborosos (e gordos) salgados de padaria como uma opção de lanche. Bolachas de água e sal e barrinhas de cereais, possivelmente leves, também necessitam permanecer somente nas prateleiras dos supermercados. A nomenclatura light e diet são sedutoras. No momento em que não entendidas, contudo, provocam um efeito bastante negativo. Ingerir um chocolate diet não é sempre que é vantajoso na balança. O chocolate diet tem mais calorias, porém não tem açúcar, é feito com adoçante. É preciso ter bem claro essa diferença antes de investir nesses alimentos”, diz a especialista. Outra dica é: não tenha terror da gordura. Castanhas, ou frutas como açaí e abacate, quando usadas com moderação, ajudam a emagrecer e saciam a fome.



  • O controle da glicose e dos níveis de insulina no sangue

  • Aumente as proteínas

  • 1/dez (James Farmer / Stock Xchnge)

  • Aumentar o consumo de água poderá favorecer a perda de gordura


Por que dá certo: esse queijinho (de soja) carrega somente 40 calorias em 100 gramas, e podes entrar à desejo no teu prato, dando volume à refeição. A dose de proteína, apesar de insuficiente, também ajuda a domar a fome. No jantar, devoro um prato grandão de folhas verdes com tomate e pepino. Depois, como uma fruta e pronto: me sinto bem alimentada”, diz Márcia Queiroz, 27 anos, de São Paulo. Por que funciona: campeãs de fibras, as folhas exigem muita mastigação - ninguém engole uma saladona sem trabalhar muito com os dentes.


E a mastigação é um dispositivo fundamental pro cérebro avisar a hora certa de você parar de consumir. Tu poderá ver + dados disto fonte do material aqui publicado .Para continuar firme pela dieta, bebo limonada (com adoçante!) gelada. Refresca e me faz esquecer dos doces”, diz Marcia Cristina Marinho, 30, de Ubiratã (PR). Por que dá certo: o azedinho do limão inibe a vontade de ingerir alguma coisa açucarado. Isso já que esse sabor satura as papilas gustativas que bem como estão no comando da fome. Beber chá (muito chá!) - perto de 1 litro por dia, sem açúcar e longínquo das refeições - me faz comer menos. Emagreci nove quilos em 2 meses depois que adotei essa estratégia”, diz Viviana Lima, vinte e oito anos, de São Paulo.


fonte do material aqui publicado

Por que dá certo: chá, em geral, acalma o estômago. Todavia se quiser comparecer direto ao ponto, beba chá de capim-cidreira (reduz a compulsão a comida), verde (acelera o metabolismo, fazendo o corpo queimar gordura), cravo e canela (corta a fissura por açucarado). Gosto de consumir um cafezinho após o almoço. Desse jeito não sinto falta da sobremesa”, revela Karine Parússolo, 27 anos, de São Paulo. Por que dá certo: como ocorre com o limão, o sabor forte do café deixa as papilas gustativas “satisfeitas”. É sendo assim que compensa o açucarado da sobremesa. No momento em que estou com o foco de atacar um chocolate, bebo água.


E o desejo passa”, conta Aline Marta de Lima, 23 anos, do Rio de Janeiro. Por que tem êxito: a água ocupa espaço no estômago, completando momentaneamente aquele “vazio” que faz você imaginar com um biscoito recheado no meio da manhã ou da tarde. Em vista disso, água pra dentro! É gostosa, descomplicado de transportar para o trabalho e sossega a fome entre as refeições”, diz Fernanda Villas Boas, 23 anos, de São Paulo. Por que funciona: não parece, entretanto a banana tem fibras e, sendo assim, forra o estômago.


clique

Também carrega ferro, potássio e triptofano - substâncias que dão pique e reduzem a compulsão a comida. Entretanto, com noventa calorias, em média, não podes ser consumida à vontade. Um iogurte desnatado e a larica da tarde desaparece”, garante Simone Fernandes, 26 anos, de Macaé (RJ). Por que tem êxito: repleto de proteína, não apenas aplaca a fome como impede que ela regresse rapidamente. Se quiser esticar a sensação de saciedade, junte aveia. Esse lanchinho tem poucas calorias, engana o estômago e faz o intestino funcionar melhor”, revela Jeane Marques, vinte e cinco anos, de Paranavaí (PR).


Por que tem êxito: as que têm castanhas, cereais (como a aveia) e frutas secas diminuem a fome e dão energia. Cuidado com as versões carregadas de açúcar e sem quase nada de cereais integrais - disparam o índice glicêmico, e lá vem fome. Docinho, o damasco acaba com aquela desejo de ingerir algo no meio da manhã”, diz Mônica Rodriguez, 31 anos, de São Paulo. Por que funciona: desidratado, concentra frutose (açúcar da fruta) e vale por um docinho com apenas 20 calorias por unidade. A emoção de saciedade fica por conta das fibras.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *